Zero Trigo. Pães e doces orgânicos, sem glúten e sem lactose

 na categoria estômago, Intestino, Todas

Muitas empresas no Brasil surgem a partir da necessidade do próprio dono. Assim também foi com Diana, proprietária da loja de produtos orgânicos, sem glúten e sem lactose, ZERO TRIGO. Estivemos em sua loja e ficamos impressionados com o visual dos produtos e também com seu sabor. Muito bom mesmo. Diana que vivenciou problemas com glúten acabou por embarcar nesse mundo do sem glúten, sem lactose a orgânico. Muitos desafios para uma jovem empreendedora e para uma jovem empresa, inaugurada em maio de 2016.

Um dos grandes desafios para celíacos, alérgicos ou intolerantes é o perigo da contaminação por glúten quando se alimenta fora de casa. Diana disse que não permite que clientes entrem na loja comendo outros alimentos para não ocorrer essa contaminação. Tudo é feito de forma controlada e com produtos de procedência garantida.

Comemos seu pão francês: delicioso. Claro que não poderiamos deixar de mencionar a vedete dos doces e a mais vendida: bomba de chocolate orgânico. Muito saborosa mesmo e Flávio Peralta comeu de gosto a bomba da Zero Trigo. Parabéns Diana. Muito sucesso para você.

Se você quiser conhecer a Zero Trigo em Campinas segue o endereço: Rua Sampainho 242, Cambui, Campinas-SP.

http://www.zerotrigo.com.br/padaria.html

Conheça a loja da Diana, Zero Trigo no vídeo abaixo:

 

Quais os riscos da contaminação para celíacos? Nossa colaboradora Ana Vitória Franco sabe muito bem quais são os riscos porque também tem restrições ao Glúten. Veja sua explicação:

Você já ouviu falar nos termos “Doença celíaca” e “Contaminação Cruzada? Nesse texto, falaremos mais sobre elas. Segundo a Federação Nacional das Associações de Celíacos do Brasil (FENACELBRA) o glúten é a uma proteína que encontramos no Trigo, Centeio, Cevada e Malte. A doença é imunológica e genética, traz sérios problemas ao intestino, fazendo com que dificulte a ABSORÇÃO DE NUTRIENTES. As pessoas que possuem essa doença assim que diagnosticados precisam aprender mais sobre como conviver de uma forma positiva com a doença. É necessário tomar uma seria posição, cortar TOTALMENTE o glúten, inclusive a contaminação cruzada, e o que seria isso?
Muitos não sabem o que é a contaminação cruzada, mas para os sensíveis e intolerantes ao glúten é indispensável entender isso. Na maioria das composições os produtos não possuem glúten, mas eles podem ser alterados acontecendo a contaminação com traços de glúten. A contaminação pode acontecer de diferentes formas, tanto na produção quanto na elaboração de pratos em restaurantes e nas casas, pois os utensílios, os eletrodomésticos são utilizados com glúten.
Mas como evitar a contaminação? de acordo com “Boas Práticas para Evitar a Contaminação por Glúten” do Rio sem Glúten é:
• Sempre que possível, os ambientes para preparo de alimentos com e sem glúten devem ser separados;
• Utensílios e equipamentos utilizados para o preparo de alimentos sem glúten não devem ser os mesmos que os utilizados para elaboração dos alimentos com glúten (liquidificador, multiprocessador, batedeiras, máquina de macarrão, torradeira, peneiras, colheres de pau, assadeiras e formas de alumínio, tábuas de corte, bancadas, por exemplo). Esse cuidado é importante pois as partículas do glúten podem ficar retidas nesses utensílios ou no seu maquinário;
• Não utilize a mesma faca, garfo ou colher para manusear alimentos com e sem glúten;
• Armazene os alimentos isentos de glúten bem embalados antes de fazer qualquer coisa com farinhas com glúten. Poeira de farinha no ar proveniente de farinhas com glúten contamina os alimentos, a bancada e os utensílios (a poeira do trigo pode ficar 24h em suspensão);
• Tudo com glúten que se frita no fogão espirra. É preciso tampar a comida sem glúten ou cozinhar em momentos separados;
• Cuidado com os potes de geleia, manteiga, maionese e temperos: não deve haver contato de utensílios com glúten nesses produtos.
Que possamos nos conscientizar sobre a necessidade dos cuidados com a contaminação cruzada nos ambientes e utensílios que estão diretamente ligadas as pessoas que possuem Intolerância ou Sensibilidade ao glúten. “Não é exagero! Não é frescura, é uma luta diária!”. Por Ana Vitória Franco

Bolo e doces sem glúten do aniversário de Ana Vitória Franco, com Jane e Flávio Peralta. Muitos desafios superados!

IMG_1927

 

 

Share This:

Comentários
  • Rauane Brito
    Responder

    Eu só acho uma pena que as pessoas que criam essas delicias,que faze a alegria a felicidade dessas pessoas que muitas vezes ate choram por nunca ter comemorado um aniversario com um bolo ou o simples fato de comer um pãozinho!!! Os Protagonistas as mãos abençoadas dos confeiteiros padeiros quase não aparecem eles apenas criam e muitas vezes os elogios vão para as pessoas erradas e isso e uma pena porque sem esse dom maravilhoso deles nada disso existiria… Acho que devemos reconhecer mais aqueles que ficam escondidos la na cozinha!!!

    • Jane Peralta
      Responder

      Olá Rauane sabe que vc realmente tem razão. Nas minhas próximas matérias falarei sobre os artesãos que estão escondidos na cozinha. Realmente as mãos que produzem as delícias estão escondidas e nem sabemos quem são. Agradeço seu comentário e dica. Um abraço, Jane Peralta

      • Rauane
        Responder

        Ola Jane… Obrigada pela resposta! E tenho certeza que sua próxima matéria ira bombar… Pois acho que os artesãos geralmente escondidos dentro das cozinhas merecem um reconhecimento maior,ate para dar um animo maior a eles sabe… Falo isso por experiência própria pois já vi e vejo essa falta de reconhecimento diariamente!Pois meu esposo e Mestre Confeiteiro e raramente algum cliente ou ate mesmo pratões sabem reconhecem esse talento… Meu esposo Jackson Lourenço foi quem fez essas delicias que vocês provaram na Zero Trigo rsrsrs…. Ele e o Confeiteiro lá… Ele esta la desde o primeiro dia desenvolvendo receitas de doces sem glúten,sem lactose enfim… Um conceito totalmente diferente para ele que veio de uma confeitaria fina aonde tinha muitos recursos e nenhum tipo de restrição. Mesmo assim com o tempo ele foi desenvolvendo receitas desse tipo,com restrições mesmo sem ter muitos recursos,e hoje com uma responsabilidade muito maior atenção dobrada para nenhum tipo de contaminação.Se um dia voltar a Zero Trigo,ele terá o prazer de conhece-los!Se quiser conhecer um pouco mais do trabalho dele tem algumas fotos no face e só nos procurar Um Abraço,Rauane Lourenço

Deixar um comentário